Gomes alega que fugiu porque A Região o perseguia...

O juiz substituto da comarca de Ibicaraí, Antônio Carlos Rodrigues de Moraes, e o promotor público Inocêncio Carvalho de Oliveira ouviram nesta terça-feira o depoimento de Markson Monteiro de Oliveira, o "Marcos Gomes".


O filho do ex-prefeito de Itabuna Fernando Gomes chegou ao fórum escoltado por policiais federais, sem algemas, com seus advogados Sérgio Habib, Carlos Burgos e Tilson Santana.


Marcos Gomes é acusado de cárcere privado, espancamento, ocultação de cadáver e assassinato do vaqueiro Alexsandro Honorato de Souza, mantido preso na Fazenda Redenção, em Floresta Azul, por mais dez horas.


Os crimes ocorreram em dezembro de 2006. O corpo foi encontrado enterrado às margens da rodovia que liga Itapitanga a Potiraguá. Marcos foi preso no dia 20 deste mês em Salvador e transferido terça para o Conjunto Penal de Itabuna.


No depoimento prestado em Ibicaraí, ele disse que "é inocente". Ao ser questionado por que fugiu por dois anos se é inocente, ele disse que fugiu porque o jornal A Região "o perseguia".


Para nós é novidade que denunciar suspeitos de assassinato seja "perseguição". A Região cumpre seu dever como veículo de imprensa e traz detalhes do depoimento e dos bastidores na edição desta semana.
Compartilhe no Google Plus

Sobre TRIBUNA DE IBICARAÍ

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Tribuna de Ibicaraí. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!