Gomes: reapresentação no Conjunto Penal (Foto A Região).
O Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) publicou nesta sexta-feira, 28, decisão contra o agropecuarista e ex-assessor da prefeitura de Itabuna, Markson Monteiro de Oliveira, o Marcos Gomes, acusado de tortura, cárcere privado, assassinato e ocultação do cadáver do vaqueiro Alexsandro Honorato.
Por unanimidade, os desembargadores deram provimento ao recurso do Ministério Público estadual que força Marcos Gomes a aguardar, na cadeia, o júri popular pelo assassinato de Alexsandro, ocorrido em 2 de dezembro de 2006. O recurso foi apresentado pelo promotor público Inocêncio de Carvalho Santana.
Legalmente, Gomes já é considerado foragido da Justiça, pois deveria se apresentar, ainda hoje, no Conjunto Penal de Itabuna. O tribunal baiano, assim, cassou decisão que garantia a Gomes esperar o julgamento em liberdade. A decisão de primeira instância foi do juiz substituto de Ibicaraí, Antônio Carlos Rodrigues de Moraes

FONTE: PIMENTA NA MUQUECA