Ibicaraí vai ter "Farmácia Popular"

 Por:José N.Calazans
Um comerciante de Ibicaraí conseguiu a autorização do Ministério da Saúde para vender medicamentos pelo Programa Farmácia Popular do Brasil, que amplia o acesso aos medicamentos para as doenças mais comuns. O programa possui uma rede própria de Farmácias Populares e ainda uma parceria com farmácias e drogarias da rede privada, chamada de "Aqui tem Farmácia Popular".

Nesses locais, alguns remédios são vendidos a preços mais baixos, subsidiados pelo governo, enquanto outros, com os de hipertensão e diabetes, chegam a ser distribuídos gratuitamente. Em Itabuna, 17 farmácias já fazem parte do programa.

Em Ibicaraí, a farmácia autorizada é a da família Menezes, a E. da S. Menezes Comercial Farmacêutica, que fica na avenida São Vicente de Paula, 195.

Segundo o Ministério da Saúde, o Programa Farmácia Popular do Brasil é "executado sem prejuízo do abastecimento da rede pública nacional do Sistema Único de Saúde - SUS". A lista de medicamentos gratuitos ou vendidos a preço baixo passa de cem, e inclui até fraldas geriátricas.

Por meio do programa, a população tem acesso a 24 tipos de medicamentos para hipertensão, diabetes e mais cinco doenças (asma, rinite, mal de Parkinson, osteoporose e glaucoma), além de fraldas geriátricas. Para ter acesso aos produtos é necessário que o usuário apresente CPF, documento com foto e receita médica. Ela é exigida pelo Aqui Tem Farmácia Popular como uma forma de se evitar a automedicação, incentivando ao uso racional de medicamentos e à promoção da saúde.

No início do mês, o programa foi alvo de denúncias, o que levou a um debate na Câmara dos Deputados. Uma reportagem do Fantástico, da rede Globo, denunciou que golpistas falsificam consultas para desviar dinheiro do SUS por meio do programa das farmácias.

O governo federal tem trabalhado para ampliar o acesso à saúde dos municípios mais pobres, desde o fornecimento de remédios até os atendimentos mais básicos em hospitais e postos de saúde. Até o fim deste mês de outubro, a prefeitura de Ibicaraí já recebeu quase 5 milhões de reais em 2012. Foram R$ 4.664.092,55 de transferências totais do Fundo Nacional de Saúde, e 104 mil só com assistência farmacêutica.
Ibicaraí vai ter "Farmácia Popular"

Um comerciante de Ibicaraí conseguiu a autorização do Ministério da Saúde para vender medicamentos pelo Programa Farmácia Popular do Brasil, que amplia o acesso aos medicamentos para as doenças mais comuns. O programa possui uma rede própria de Farmácias Populares e ainda uma parceria com farmácias e drogarias da rede privada, chamada de "Aqui tem Farmácia Popular". 

Nesses locais, alguns remédios são vendidos a preços mais baixos, subsidiados pelo governo, enquanto outros, com os de hipertensão e diabetes, chegam a ser distribuídos gratuitamente. Em Itabuna, 17 farmácias já fazem parte do programa.

Em Ibicaraí, a farmácia autorizada é a da família Menezes, a E. da S. Menezes Comercial Farmacêutica, que fica na avenida São Vicente de Paula, 195. 

Segundo o Ministério da Saúde, o Programa Farmácia Popular do Brasil é "executado sem prejuízo do abastecimento da rede pública nacional do Sistema Único de Saúde - SUS". A lista de medicamentos gratuitos ou vendidos a preço baixo passa de cem, e inclui até fraldas geriátricas.

Por meio do programa, a população tem acesso a 24 tipos de medicamentos para hipertensão, diabetes e mais cinco doenças (asma, rinite, mal de Parkinson, osteoporose e glaucoma), além de fraldas geriátricas. Para ter acesso aos produtos é necessário que o usuário apresente CPF, documento com foto e receita médica. Ela é exigida pelo Aqui Tem Farmácia Popular como uma forma de se evitar a automedicação, incentivando ao uso racional de medicamentos e à promoção da saúde.

No início do mês, o programa foi alvo de denúncias, o que levou a um debate na Câmara dos Deputados. Uma reportagem do Fantástico, da rede Globo, denunciou que golpistas falsificam consultas para desviar dinheiro do SUS por meio do programa das farmácias.

O governo federal tem trabalhado para ampliar o acesso à saúde dos municípios mais pobres, desde o fornecimento de remédios até os atendimentos mais básicos em hospitais e postos de saúde. Até o fim deste mês de outubro, a prefeitura de Ibicaraí já recebeu quase 5 milhões de reais em 2012. Foram R$ 4.664.092,55 de transferências totais do Fundo Nacional de Saúde, e 104 mil só com assistência farmacêutica.
Compartilhe no Google Plus

Sobre TRIBUNA DE IBICARAÍ

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Tribuna de Ibicaraí. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!