Anatel exige homologação de drones para evitar interferências

Donos de drones (veículos aéreos não tripulados) devem homologar seus equipamentos com a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) caso os aparelhos emitam radiofrequência. Os interessados devem preencher um requerimento disponível no site da agência e pagar uma taxa de R$ 200 para avaliação do equipamento. No processo de homologação são verificadas as características técnicas de transmissão dos equipamentos. A agência informa em nota que a exigência tem como objetivo evitar interferências dos drones em outros serviços, como nas comunicações via satélite. Transmissores de radiofrequência costumam ser encontrados em controles remotos e, em alguns casos, no próprio veículo aéreo, para a transmissão de imagens. O primeiro passo para homologar um drone na agência é fazer um auto cadastramento no Sistema de Gestão de Certificação e Homologação e preencher o requerimento de homologação. Para isso, é necessário carteira de identidade, CPF, manual do produto e certificado da FCC (Federal Communications Commission, comissão federal de comunicações dos EUA).
Compartilhe no Google Plus

Sobre TRIBUNA DE IBICARAÍ

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Tribuna de Ibicaraí. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!