Ministro de Israel diz que país foi abandonado pelos EUA



Yoav Galant, ministro da construção de Israel, fez uma afirmação desanimadora acerca da relação política entre Israel e Estados Unidos, com base em uma decisão da Organização das Nações Unidas (ONU) na última sexta-feira (23). O conselho de segurança da ONU definiu, em votação, a condenação dos assentamentos israelenses na Cisjordânia. Assim, a resolução prevê que Israel deve cessar imediata e completamente todas as atividades de assentamento no “território palestino ocupado”, incluindo em Jerusalém Oriental. A resolução recebeu 14 votos a favor, enquanto a posição dos Estados Unidos no processo foi a abstenção. Por conta disso, o jornal Jerusalém Post divulgou uma fala de Galant, analisando a situação. “Uma semana atrás, os Estados Unidos equiparam Israel com as aeronaves mais avançadas do mundo porque compreendem as ameaças que Israel enfrenta na região, mas hoje eles abandonaram Israel na esfera política aos seus inimigos mais hostis”, afirmou o ministro. Com a decisão, os assentamentos israelenses existentes na região, compostos por uma população de 500 mil pessoas, são considerados ilegais para a ONU.
Compartilhe no Google Plus

Sobre TRIBUNA DE IBICARAÍ

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Tribuna de Ibicaraí. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!