Quase 40 mil baianos deixaram de ter plano de saúde em 2016


Os planos de saúde brasileiros registraram uma perda de 1,37 milhão de beneficiários em 2016. O número equivale a uma queda de 2,8% em comparação ao mesmo período do ano anterior, de acordo com dados da Nota de Acompanhamento de Beneficiários (NAB), produzida pelo Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS). Apenas na Bahia, a queda foi de 39,6 mil beneficiários. O superintendente executivo do IESS, Luiz Augusto Carneiro, explicou que a variação se deve, em grande parte, ao cenário econômico negativo e à queda do nível de emprego do país. "Segundo dados do Caged, o saldo de empregos de 2016 ficou negativo em 1,32 milhão de postos de trabalho formal. Como os planos coletivos empresariais (aqueles fornecidos pelas empresas aos seus colaboradores) ainda representam a maior parte dos planos médico-hospitalares no País, é natural que o número de vínculos apresente retração junto com o saldo de empregos formais", disse. Carneiro ressaltou que o ano poderia ter encerrado com uma redução ainda maior no total de beneficiários. "Como o plano de saúde é o terceiro maior desejo do brasileiro, atrás apenas da casa própria e da educação, os beneficiários de planos de saúde, mesmo desempregados, optam por cortar outros gastos antes de romper o vínculo com a operadora", completou.
Compartilhe no Google Plus

Sobre TRIBUNA DE IBICARAÍ

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Tribuna de Ibicaraí. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!