Governo sofreu ‘derrota’ na AL-BA sem se envolver em eleição; PSD sai fortalecido


O prefeito ACM Neto (DEM) comemorou a “derrota” política do governador Rui Costa (PT) ao ter Ângelo Coronel (PSD) na presidência da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA). Mas, ao que tudo indica, Rui não fez questão de “ganhar”. Com três candidatos da base governista na disputa – Coronel, Luiz Augusto (PP) e o então presidente, Marcelo Nilo (PSL) –, Rui manteve até o final a promessa de não se envolver, apenas conversar. Rui tinha uma predileção não declarada por Nilo, que tinha mantido as contas da AL-BA sob controle e conseguiu aprovar a maioria dos projetos do Executivo em regime de urgência. Em um momento de crise, era melhor garantir o certo do que tentar apostar no duvidoso, mesmo que sob um clamor de oxigenação da Casa. O problema é que nem às vésperas da disputa, com cada voto disputado entre Nilo e Coronel, Rui quis se comprometer: recebeu deputados em seu gabinete, conversou, mas os deixou sair de lá com as “mãos abanando”. Um dos parlamentares disse que saiu “pasmo” com a atitude do governador. O ex-governador e secretário Jaques Wagner tentou interferir, mas não tinha poder de decisão. Nilo tentou implorar. Não adiantou. Rui não trabalhou contra, mas só torceu.
Compartilhe no Google Plus

Sobre TRIBUNA DE IBICARAÍ

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Tribuna de Ibicaraí. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!