503 mulheres foram agredidas por hora no Brasil


Quinhentas e três mulheres foram agredidas por hora no Brasil em 2016. O que totaliza 4,4 milhões de vítimas de chutes, empurrões ou batidas, considerando apenas as maiores de 16 anos. Os números estão em pesquisa divulgada nesta quarta-feira (8), encomendada pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública ao Datafolha. Se foram consideradas agressões verbais, o índice acima, que é 9%, sobe para 29%. O estudo relata ainda que 10% ou 5 milhões de brasileiras dizem ter sofrido ameaças de espancamento, 22% ou 12 milhões foram alvo de humilhações. A pesquisa apresenta ainda casos mais graves, como ameaças com facas ou armas de fogo (4%), lesão por objetivo atirado (4%) e espancamento ou tentativa de estrangulamento (3%). "A violência é um 'mecanismo de resolução de conflitos'", denunciou ao G1 a diretora-executiva do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, Samira Bueno. "O corpo da mulher continua sendo passível de ser agredido, porque é socialmente considerado público.
Compartilhe no Google Plus

Sobre TRIBUNA DE IBICARAÍ

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Tribuna de Ibicaraí. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!