A alternativa Dória, por Raul Monteiro


Há pelo menos dois meses deputados baianos, alguns, inclusive, ligados umbilicalmente ao prefeito ACM Neto (DEM), fazem referência a uma eventual candidatura presidencial do atual prefeito de São Paulo, João Dória (PSDB).
Ele é pensado como alternativa principalmente ao governador paulista Geraldo Alckmin (PSDB), seu maior apoiador, para a hipótese de o tucano ser eventualmente colhido por uma das operações em curso no país a partir da Lava Jato.
Seria, inclusive, apoiado por Alckmin no caso de o governador se inviabilizar. A maior vantagem de Dória é ter ingressado só agora na política. A condição o livrou, por exemplo, da vala comum de quem recebeu recursos de caixa 2 de campanha.
É a situação de praticamente todos os políticos hoje, mesmo que dinheiro não contabilizado não signifique propina, a qual pode ser facilmente provada desde que os investigadores não queiram se limitar a análises superficiais do dinheiro que circula em campanhas.
Claro que, para Dória se viabilizar, Alckmin teria que ser tirado do páreo. Mas ele precisa também entregar o que prometeu na prefeitura paulista. A medida do que torna um político popular, essencial a quem quer disputar cargos eletivos, o prefeito tem.
Na campanha, soube se posicionar como um outsider, um gestor e não um político tradicional. A novidade é o aparecimento do nome de ACM Neto como seu eventual vice para 2018. Não confere com nada do que se trata hoje na política na Bahia.
Compartilhe no Google Plus

Sobre TRIBUNA DE IBICARAÍ

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Tribuna de Ibicaraí. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!