Fachin arquiva pedidos de inquéritos contra Imbassahy, Benito, Cajado e Romário


O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin arquivou os pedidos de inquéritos ligados ao ministro da Secretaria de Governo Antônio Imbassahy (PSDB) e aos deputados federais baianos Cláudio Cajado (DEM) e Benito Gama (PTB). O arquivamento foi feito após solicitação da própria Procuradoria-Geral da República, que incluiu ainda outros três políticos na lista daqueles que não devem ser investigados: o ministro da Defesa Raul Jungmann; o senador Romário (PSB-RJ); e o deputado federal Orlando Silva (PCdoB-SP). Também foram arquivados os processos de pessoas não identificadas relacionadas aos governos dos Estados do Rio de Janeiro (1983-1986), São Paulo (1980-1982, 1987-1990 e 1991- 1994), Paraná (1987-1990), Mato Grosso do Sul (1987-1990) e Santa Catarina (1987 -1990). Fachin levantou, nesta terça-feira (11), o sigilo das delações premiadas dos executivos do Grupo Odebrecht, cujo conteúdo era mantido sob segredo de justiça após a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Carmen Lúcia, homologar os acordos no final de janeiro. Na listagem de políticos com foro privilegiado aparecem 10 deputados federais bainos e a senadora Lídice da Mata (PSB) (veja aqui).
Compartilhe no Google Plus

Sobre TRIBUNA DE IBICARAÍ

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Tribuna de Ibicaraí. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!