Leão recebeu vantagem indevida na campanha de 2010, dizem delatores da Odebrecht


Os ex-executivos da Odebrecht, José de Carvalho Filho e Luiz Eduardo da Rocha Soares, delataram o vice-governador da Bahia, João Leão (PP). Eles afirmaram ao Ministério Público Federal (MPF) que Leão recebeu "pagamento de vantagem indevida a pretexto de contribuição da campanha eleitoral de João Felipe de Souza Leão à Câmara dos Deputados, ano de 2010".
Os detalhes estão na petição encaminhada pelo ministro da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin, à Justiça Federal da Bahia. O pedido de inquérito ficará com a Procuradoria da República no estado.
Além do repasse na campanha de 2010, os delatores afirmam que, em 2007, Leão "figurou como Relator da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), ocasião em que ofereceu favorecimento ao grupo Odebrecht".
De acordo com o despacho de Fachin, o MPF citou a "existência de planilha que indica a efetiva realização de pagamentos em favor de João Leão, inclusive com indicação de vinculação à Usina Eldorado".
Compartilhe no Google Plus

Sobre TRIBUNA DE IBICARAÍ

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Tribuna de Ibicaraí. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!