Se não derem um basta aos desordeiros, o Brasil terá uma guerra civil


Leio na Folha de São Paulo uma matéria infame, que tenta criminalizar a Polícia Militar, quando esta, em cumprimento de suas obrigações, tentava cumprir um mandado judicial de reintegração de posse e, diante da resistência e do confronto dos invasores da propriedade rural, resultou na morte 10 “sem-terra”. A Folha chega à irresponsabilidade de dizer que os policiais comemoraram as mortes. O meu receio é que, diante da má vontade da imprensa, a polícia deixe de agir, não se dê mais importância a mandado judicial, e aí morrerão 50 milhões de brasileiros em uma sangrenta guerra civil, já que ninguém aceitará passivamente que bandos de desordeiros armados tomem a sua propriedade, os seus bens, a sua sobrevivência. Aqui, os brasileiros certamente não farão como os cubanos, que fugiram para Miami e deixaram para trás suas propriedades, que os irmão Castro roubaram, há quase 60 anos, e nunca devolveram. Esses idiotas, aprendizes de comunistas, que hoje aplaudem essas invasões de propriedades rurais, logo estarão procurando a Justiça e a polícia no momento que suas residências forem invadidas por delinquentes sob o pretexto de “ocupação em busca de um teto”. E será a Polícia Militar, e somente ela, que poderá lhes dar proteção, a seus bens e à sua família. Sem polícia Militar, não há civilização!
POR LAURO ASSUNÇÃO
Compartilhe no Google Plus

Sobre TRIBUNA DE IBICARAÍ

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Tribuna de Ibicaraí. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!