Prefeito de Ibicaraí participa de audiência pública para tratar do fechamento da Comarca local



Depois de visitar Salvador e participar de uma audiência com a Desembargadora e Presidente do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), Maria do Socorro, para tratar do provável fechamento da Comarca local, o prefeito de Ibicaraí, Lula Brandão, e vereadores participaram na segunda-feira, dia 8, de uma audiência pública no plenário da Câmara para tratar da situação e de uma possível mobilização em prol da manutenção da Comarca.

A audiência teve início com o presidente da OAB local, Antonio Campos, falando da importância dessa audiência pública e a preocupação com o possível fechamento dessa comarca. Segundo Campos, a Comarca de Ibicaraí atende a três municípios e tem em torno de seis mil processos em andamento. “O prejuízo para esses três municípios será grande e os problemas só crescerão. Imagine uma pessoa humilde tendo que se deslocar e arcar com custos de transporte, alimentação e estadia para ela e as prováveis testemunhas de um processo. Essa mudança atinge diretamente a população mais carente", disse Campos.


O prefeito Lula Brandão pediu a união da população de Ibicaraí e os municípios vizinhos na luta pela manutenção da comarca. O prefeito falou da conversa que teve com a Presidente do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), Maria do Socorro, juntos com os vereadores. No meio da sua fala o prefeito foi interrompido para atender uma ligação da assessora da Presidente do Tribunal de Justiça da Bahia, a juíza Marielza Brandão, que informou que havia acabado de sair de uma reunião com a Presidente do TJ-BA e que o município de Ibicaraí estava fora da lista de Comarcas que poderão ser fechadas ou anexadas às Comarcas maiores. "A notícia é excelente, mas não podemos relaxar, precisamos continuar atentos", finalizou Brandão.

Em seguida, o advogado Adilson Miranda pediu a palavra e emocionado fez um duro discurso contra a decisão do judiciário. Segundo o advogado, o provável fechamento das comarcas mostra a falência do judiciário no Brasil. O advogado não poupou críticas e mostrou em números que não existe motivo para tal atitude tomada pela atual presidente do TJ-BA.

Finalizando a audiência, o advogado Carlily Assis e a delegada de Polícia Civil se pronunciaram favoráveis à manutenção de todas as comarcas e se colocaram a disposição para toda ou qualquer ação para funcionamento do Fórum local.

Cidades que fazem parte da Comarca - A cidade de Floresta Azul (um dos três municípios que fazem parte dessa Comarca) se fez presente pelo vice-prefeito Renato Santana (Baratão) e os vereadores Gutemberg Cardoso (Guga) e Márcio de Congá. A cidade de Santa Cruz da Vitória foi representada pela a advogada Drª Sara Amorim e vereadores.

Presenças - Na oportunidade se fizeram presente a vice-prefeita e secretária de Educação, Adriana Assis, vereadores, OAB subsecção Ibicaraí, nas pessoas do presidente, Antônio Campos, e os advogados Carlyle Assis, Maria José dos Santos e Jailton Dias, o Lions Club, representado por Adilson Miranda, o Fórum Alves de Macêdo esteve representado pelos funcionários Micheli Amázio, Evanildo Bispo, Anderson Calazans, José Oliveira, Sandra Valença, Genivaldo Paixão, Flayonara Leite e José Carvalho. As Polícias Militar e Civil estiveram representadas pelo Major PM Comandante 63ª CIPM-Ibicaraí, Wesley Bomfim Siqueira, e a delegada de Polícia Civil, Ana Paula, Weldon Santana, presidente do SINDIFUSP, representou o funcionalismo público local e a Diretora Administrativa Débora Habib Martins e o Diretor Médico Leonardo Céo representaram o Hospital Municipal Arlete Maron de Magalhães, além de entidades de classes e a presença da sociedade civil organizada, que se manifestaram contra o fechamento do Fórum Alves de Macêdo.



Assessoria de Comunicação – Ibicaraí
Compartilhe no Google Plus

Sobre TRIBUNA DE IBICARAÍ

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Tribuna de Ibicaraí. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!