PT teme que Palocci faça delação mesmo após soltura de Dirceu


Membros da cúpula do PT avaliam que a revogação de prisão do ex-ministro José Dirceu, nesta terça-feira (2), diminuiu a pressão para que o também ex-ministro Antonio Palocci feche acordo de delação premiada. No entanto, a legenda não acha que ele vai mudar de ideia após a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF).
"O que ele teme são os anos de prisão, o cálculo que ele faz é o de condenações", disse um dirigente do partido ao blog de Andreia Sadi, do G1. Pessoas próximas a Palocci afirmam que ele encarava com indiferença a possibilidade de soltura de Dirceu.
Integrantes do partido acreditam, porém, que Palocci possa desistir da delação se o Congresso aprovar a anistia ao caixa 2 ou se o Supremo reverter a decisão tomada pela Corte de que basta a condenação em segunda instância para que a sentença passe a ser cumprida.
Para que a primeira hipótese fosse cumprida, diversas legendas teriam de fazer um acordo para que a matéria tramitasse com a maior urgência possível no Congresso.
Compartilhe no Google Plus

Sobre TRIBUNA DE IBICARAÍ

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Tribuna de Ibicaraí. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!