Fábrica de Chocolate de Ibicaraí recebeu visita de comitivas de Buerarema e Moçambique





Na tarde da quinta-feira, 9, a Bahia Cacau, primeira Fábrica de Chocolate da Agricultura Familiar do Brasil, que fica em Ibicaraí, recebeu a visita de duas comitivas para conhecer as dependências da fábrica e ver de perto o processo de produção do chocolate. A secretária municipal de Agricultura de Ibicaraí, Telma Elízia, o Controlador Geral do Município, Sóstenes Alves, e o Major PM Wesley Bomfim Siqueira, Comandante da 63ª Companhia Independente da Polícia Militar – CIPM, acompanharam a visita.

A primeira comitiva que esteve no local foi um grupo de secretários e diretores da prefeitura de Buerarema e pequenos agricultores. Em seguida, foi a vez da comitiva de Moçambique, com representantes do governo moçambicano, agricultores daquele país, uma equipe de reportagem para filmar o processo de produção do chocolate e representantes da SDR / CAR e Banco Mundial, BIRD. A comitiva africana realizou filmagens e buscou informações sobre o funcionamento da fábrica e o processo de produção e industrialização do chocolate, já que o Banco Mundial vai financiar uma unidade semelhante naquele país. O Governo da Bahia, através da SDR/CAR, entrará com o apoio técnico e logístico.

Segundo presidente da COOPFESBA – cooperativa que desde janeiro deste ano assumiu a direção da Bahia Cacau, Osaná Crisóstomo, a presença dessas comitivas só mostra que o projeto dessa fábrica é viável e tem tudo para dar certo. A fábrica entrou em um processo de revitalização e planejamento estratégico. A ideia é ter em torno de 300 associados, podendo chegar a mil, quando for agregando as cidades circunvizinhas. Hoje a fábrica conta com 60 associados.

"O preço da arroba de cacau está em R$ 105,00 e nós pretendemos pagar R$ 200,00 para o cooperado. Vamos priorizar a produção de chocolate em 56%, 60% e 70%, chocolate em pó, mais o nibs e a manteiga de cacau. Pretendemos produzir 40 mil quilos de achocolatado ao mês, para atender boa parte da merenda escolar dos municípios da região cacaueira. A ideia do Governo do Estado é gerar renda no campo e comercialização garantida junto às prefeituras, gerando grande impacto nas rendas dos agricultores e do comércio local. Além da prefeitura de Ibicaraí, estamos tendo o apoio da Amurc, através do Consórcio de Desenvolvimento Sustentável – Litoral Sul", finalizou Osaná.

A prefeitura de Ibicaraí, através da Secretaria Municipal de Agricultura, vem procurando ajudar a fábrica, viabilizando projetos com a nova diretoria. Segundo Telma, o prefeito de Ibicaraí, Lula Brandão, tem interesse que a fábrica funcione plenamente e atenda não só Ibicaraí, como toda a região cacaueira, além da exportação do chocolate fino para o mercado nacional e internacional. "Ontem mesmo, sexta-feira, 9, o prefeito esteve em Salvador com o chefe de gabinete da SDR, Jeandro Ribeiro, para tratar de assuntos relativos a Fábrica de Chocolate", disse Telma.

INVESTIMENTOS- A CAR entrou com um convênio da ordem de R$ 380.000,00 para modernização da fábrica, para a construção de uma loja (show room) na entrada do prédio, mais a ampliação de duas salas, a compra de uma máquina embaladora, um carro refrigerado, modernização do sistema elétrico, colocação de câmeras de segurança e pintura do prédio.

PRODUÇÃO - Atualmente a fábrica tem uma produção de 500 quilos de chocolate ao mês e pretende chegar 6.000 quilos de capacidade operacional-mês.



Assessoria de Comunicação – IBICARAÍ
Compartilhe no Google Plus

Sobre TRIBUNA DE IBICARAÍ

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Tribuna de Ibicaraí. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!