Há algo sujo no lixo de Itapetinga.




Depois de várias denúncias deste blog e de vários outros veículos de imprensa de Itapetinga e região dando conta do descaso com a coleta do lixo da cidade, feito em caçambas, de forma contrária à Lei e submetendo os trabalhadores do setor as mais adversas condições de trabalho, na semana passada, ás vésperas do São João, o prefeito Rodrigo Hagge (PMDB) divulgou no blog “CARECA” oficial da prefeitura uma nota informando ter sido contratada uma empresa especializada na prestação de serviços de coleta de lixo na cidade.
Com muita pompa, o prefeito disse ter elaborado um contrato emergencial com a empresa Qualymulti Serviços Eireli – Me; CNPJ:  22.678.969/0001-59 e, que a mesma já fazia a coleta de lixo em Goiânia e em algumas cidades do Recôncavo. Mas acontece que em uma profunda pesquisa sobre a tal empresa, para nossa surpresa descobrimos o extrato do edital publicado dia 22 passado, no Diário Oficial do Município, onde consta que, ao contrário do que disse o prefeito, não foi contratada NENHUMA empresa para prestar serviços de coleta para o município.
O extrato deixa bem claro que o que ocorreu foi uma locação, ALUGUEL DE CAMINHÕES COMPACTADORES para realização do serviço. Aluguel que vai custar mensalmente aos cofres do município a bagatela de R$ 262.680,00 (DUZENTOS E SESSENTA E DOIS MIL E SEISCENTOS E OITENTA REAIS) por mês, para um contrato de 3 meses, ou seja, o município desembolsará SOMENTE com ALUGUEL de caminhões o valor total de R$ 788.040,00 (SETECENTOS E OITENTA E OITO MIL E QUARENTA REAIS).
Pesquisando um pouco mais, verificamos que essa empresa foi criada em junho de 2015 e tem como atividade principal TERMINAIS RODOVIÁRIOS E FERROVIÁRIOS, ou seja, não tem como atividade principal a coleta de lixo. A pesquisa ficou um tanto prejudicada porque não há mais informações no google sobre essa empresa. Ela não possui Facebook, Instagram e muito menos site. Pesquisamos então nos sites das prefeituras do Recôncavo Baiano e na Prefeitura de Goiânia os contratos que o prefeito afirmou que essa empresa tem com os municípios e NADA foi encontrado acerca da mesma.
Única relação que essa empresa tem com a Bahia é que apesar de ter sede em Goiânia, inclusive, estranhamente, em uma casa sediada dentro de um conjunto residencial, seu sócio FABIO REZENDE PARENTE, mora em Salvador e é amigo do advogado Manoel Guimarães Nunes – que mantém um escritório em Salvador, inclusive aonde Rodrigo fez estágio quando era estudante – e esse advogado é amigo de Virgínia Hagge. Isso tudo pode ser conferido pelo facebook. Nada demais, né?
A pergunta que se faz é: por que tanto mistério com esse contrato da coleta de lixo? Por que foi necessária a contratação emergencial de uma empresa de fora do Estado para alugar caminhões de lixo e não pra fazer a coleta?  Na cidade existe empresa especializada na coleta de lixo e que trabalhava para o município por um custo infinitamente menor. Alô Ministério Público!! vamos apurar esses fatos. Se o contrato, conforme determina o Diário Oficial, foi só para alugar caminhões, quem vai arcar com os custos de salários de trabalhadores, EPI´s, combustível etc.? Quanto vai ficar o valor final desse contrato? Seguem documentos…


Compartilhe no Google Plus

Sobre TRIBUNA DE IBICARAÍ

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Tribuna de Ibicaraí. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!