Para Gilmar Mendes, devemos aceitar a corrupção pelo bem da Democracia


O ministro do Supremo Gilmar Mendes disse em entrevista ao SBT que a “sanha persecutória” (ímpeto investigativo) da Lava Jato prejudica a Democracia. Com outras palavras, ele disse que, para termos Democracia, teríamos que aceitar a corrupção dos políticos e dos fornecedores do governo. É realmente chocante assistir a um ministro do Supremo externar tamanha impropriedade.
Há muito, o espalhafatoso Gilmar mendes vem constrangendo seus sóbrios colegas do STF com sua impertinência e frivolidade nos assuntos políticos do país, sendo que, para os quais, não têm legitimidade, vez que, para tanto, não teve voto nenhum. Ainda mais que, pela ética da magistratura, Juiz deve falar apenas nos autos do processo.
Acontece que Gilmar Mendes não é juiz. Não tem o preparo pessoal que a formação do magistrado propicia. Ele, na verdade, é um picareta que, através de conchavos bajulatórios, foi nomeado ministro do Supremo e usa o prestígio do cargo para ganhar dinheiro com sua faculdade, além de meter o bedelho em todos os assuntos da política nacional, sempre no interesse de seu partido, o PSDB. Por tudo isso, é ele o sujeito mais inconveniente que já transitou pela vida pública brasileira.
Lauro Asuunção
Compartilhe no Google Plus

Sobre TRIBUNA DE IBICARAÍ

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Tribuna de Ibicaraí. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!