Contra carimbo de 'derrota', governo estuda esvaziar votação de denúncia


Com o temor de não conseguir o quórum mínimo de 342 deputados para votar a denúncia contra o presidente Michel Temer no dia 02 de agosto, o governo já estuda um plano B: deputados aliados só registrariam presença depois da oposição. Essa estratégia vai ser analisada na reunião marcada pelo chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, com os líderes governistas no Palácio do Planalto, informa o repórter Nilson Klava, da GloboNews. preocupação dos articuladores políticos palacianos é de que não haja quórum suficiente para iniciar a sessão e que o governo saia com o carimbo de "grande derrotado". "Temos número para barrar a denúncia contra Temer. Mas temos que calcular a estratégia para evitar o desgaste do adiamento da votação", disse um líder governista. Por isso, a ordem é inverter o discurso e colocar a responsabilidade de garantir o quórum para oposição.
Compartilhe no Google Plus

Sobre TRIBUNA DE IBICARAÍ

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Tribuna de Ibicaraí. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!