Fluminense vira jogo em Quito e avança na Sul-Americana



O Fluminense não precisou de muito esforço para bater a Universidad de Quito por 2 a 1, nesta quarta-feira, no Estádio Atahualpa. Ainda que Cifuente tenha inaugurado o placar, o time carioca teve pela frente um adversário de poucos recursos, mas que levou algum perigo na etapa inicial.


Com Henrique Dourado e Marlon Freitas, o Fluminense conseguiu a virada e cumpriu o seu papel no confronto de volta no Equador. O adversário da equipe de Abel Braga nas oitavas de final sairá do confronto entre LDU e Bolívar.

Com a vaga da competição continental em mãos, o Fluminense volta suas baterias para o Campeonato Brasileiro. No domingo, o time encara a Ponte Preta, às 16h, no Moisés Lucarelli.

Com a vaga praticamente assegurada [4 a 0 na ida], o Fluminense entrou em campo disposto a desacelerar o jogo e fazer o tempo correr. Sem muito a perder, a Universidad Católica tomou a iniciativa e se lançou ao ataque.

Mesmo com as propostas diferentes, o Fluminense pouco foi ameaçado por um rival que é o lanterna do Campeonato Equatoriano. Até os primeiros 15 minutos, o goleiro Júlio César tinha feito apenas uma boa defesa.

Aos 17, no entanto, toda a defesa ficou apenas olhando Cifuente escorar escanteio batido por Godoy e abrir o placar para os equatorianos.

Preso em campo, o Fluminense foi uma equipe totalmente sem objetividade e imaginação na etapa inicial. Por sorte o rival do outro lado esbarrava em suas próprias limitações técnicas. Quando era inferior, o time tricolor chegou ao empate.

Aos 38min, Henrique Dourado aproveitou rebote de Galíndez e deixou tudo igual.Se já não estava com muita "vontade" de jogo nos primeiros 45 minutos, o Fluminense voltou a campo com o regulamento ainda mais debaixo do braço. Com um empate para lá de favorável, o Flu tratou de bloquear as ações do frágil rival e fez o tempo correr.

Mesmo em ritmo lento, prevaleceu a qualidade técnica dos cariocas. Aos 15min, Richarlison encontrou Marlon Freitas, que bateu fraquinho mas venceu Galíndez.Estreante da noite, o técnico uruguaio Gustavo Díaz optou por conhecer o seu elenco. Dada a desvantagem irreversível, o comandante fez suas três mexidas e a facilidade aumentou ainda mais. Com muito espaço, o Fluminense poderia ter ampliado com Renato Chaves e Calazans, que tiveram boas chances de marcar.

Mesmo sem ampliar o marcador, o Fluminense jogou com inteligência e poupou esforços desnecessários nos 2.800 metros de altitude da capital equatoriana. (Folhapress)
Compartilhe no Google Plus

Sobre TRIBUNA DE IBICARAÍ

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Tribuna de Ibicaraí. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!