Marina Silva decide candidatura à Presidência em 2018 após condenação de Lula


A ex-senadora Marina Silva (Rede) decidiu disputar a Presidência da República no pleito de 2018, após a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O argumento é que há "um grande vácuo" na política e a Rede deve apresentar uma "alternativa aos polos". Informações da coluna Painel, na Folha de S.Paulo, indicam que no dia seguinte à sentença do juiz Sergio Moro, Marina chamou líderes do partido para elaborar uma agenda de candidata. Nesta segunda-feira (17) a ambientalista deve participar de um encontro com artistas no Rio de Janeiro, organizado pelo ator Marcos Palmeira. Na reunião com os aliados, Marina disse ainda que atua para ter Joaquim Barbosa e Carlos Ayres Brito, ambos ex-presidentes do Supremo, nos quadros do partido. Nos bastidores a expectativa é que um dos dois componha uma chapa com ela em 2018. 
Compartilhe no Google Plus

Sobre TRIBUNA DE IBICARAÍ

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Tribuna de Ibicaraí. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!