‘Converso com quem eu quiser e onde eu quiser’, diz Temer


O presidente Michel Temer rebateu nesta quinta-feira, 24, as críticas de encontros fora da agenda e tarde da noite no Palácio do Jaburu e disse, em entrevista ao SBT Brasil, que conversa com quem “quiser, na hora que achar mais oportuna e onde quiser”. O presidente foi perguntado especificamente sobre o encontro com a futura Procuradora-geral da Republica, Raquel Dogde, que esteve com o presidente no último dia 8 no Jaburu fora da agenda. Raquel substituirá Rodrigo Janot, considerado algoz do presidente após denunciá-lo por corrupção passiva. “O fato de eu conversar com você não significa que você vai me proteger”, disse. Segundo Temer, é preciso “acabar com essa história que você não poder conversar com as pessoas”. “Quem fala que dez horas da noite é tarde deve ser porque trabalha até as seis e acha que depois das seis ninguém pode trabalhar”, disse. “O presidente da República trabalha permanentemente e ele não tem local de trabalho.” Além do encontro com Raquel em agosto, outros encontros noturnos fora da agenda de Temer no Jaburu causaram polêmica. Na noite de 7 de março, ele recebeu o empresário Joesley Batista do grupo JBS, que o gravou. Depois, noite do dia 6 deste mês, o presidente recebeu o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal. O encontro de Batista veio a público quando o empresário entregou a gravação da conversa com Temer para o Ministério Público, provocando a maior crise do atual governo. Assim como ocorreu no caso da visita de Raquel Dodge, a reunião de Temer com Mendes foi revelada por um cinegrafista que fazia plantão do lado de fora do palácio. Na entrevista ao SBT Brasil hoje, Temer disse que o pior momento na crise política que o governo atravessa foi justamente quando veio a público a gravação de Joesley. “O mais chocante ainda foi que alardeou-se uma frase com a qual eu teria concordado, a frase seria a seguinte, ‘olha, estou dando dinheiro lá para ex-deputado (Cunha)..” e que eu teria dito ‘mantenha isso’. Mas quando o áudio foi exposto, e tive acesso ao áudio, vi que a conversa era outra. Joesley disse Eu ‘tô de bem com ele’, eu disse, ‘mantenha isso’”, explicou. “Isso me chocou muito porque sua reputação moral que entra em pauta, entra em jogo.”
Estadão Conteúdo
Compartilhe no Google Plus

Sobre TRIBUNA DE IBICARAÍ

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Tribuna de Ibicaraí. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!