Corpos de vítimas do naufrágio são encaminhados para DPT de Salvador e SAJ


Embora equipes de Valença, Feira de Santana, Salvador e Santo Antônio de Jesus tenham sido recrutadas para colaborar no resgate às vítimas do naufrágio da lancha Cavalo Marinho I, o Departamento de Polícia Técnica (DPT) estima que apenas os profissionais das duas últimas cidades serão necessários. Até o momento, cerca de 100 pessoas já foram atendidas e outras 23 foram confirmadas como mortas após o acidente ocorrido na travessia Mar Grande - Salvador, nesta quinta-feira (24). "O que eu posso informar é que nós já pegamos cinco corpos e foram deslocados mais sete para Santo Antônio de Jesus", informa Elson Jefferson, diretor do DPT. Ele pontua que os demais devem estar em trânsito nos rabecões que fizeram a travessia via ferry-boat. Jefferson explica que a estratégia é trazer os corpos já resgatados para Salvador, a fim de deixar as unidades de atendimento do interior mais disponíveis para receber os sobreviventes e corpos que venham a ser encontrados posteriormente. "A empresa já liberou o ferry-boat que está à nossa disposição e só vamos sair de lá quando o último corpo tiver necropsiado", destaca, acrescentando que a expectativa do departamento é identificar todos os corpos por necropapiloscopia, procedimento feito através das impressões digitais.
Compartilhe no Google Plus

Sobre TRIBUNA DE IBICARAÍ

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Tribuna de Ibicaraí. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!