Famílias economizam com a troca de botijão por gás oriundo de esterco


Uma parceria entre Caixa Econômica Federal, MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra) e a ONG Diaconia vem garantindo ganhos financeiros a famílias do Nordeste brasileiro, que trocaram o botijão pelo gás feito à base de esterco em biodigestores. Os equipamentos têm custo médio de R$ 2.500 mas foram dados gratuitamente às famílias. Para fazê-los funcionar, é necessário que, de três em três dias, três latas de esterco e três latas de água sejam colocados no tanque de mescla, que tem interligação com o recipiente do biodigestor responsável pela fermentação das fezes com as bactérias. "Um botijão custa R$ 55 e não dá para o mês todo porque somos nove pessoas. Vivíamos com dificuldade, até usando lenha quando faltava o gás, mas hoje temos a tranquilidade de ter gás o tempo todo e sem pagar nada", afirmou ao Uol a agricultora Lúcia da Silva, moradora de um assentamento do MST em Caruaru (PE), que usa o esterco produzido pelo gado de sua propriedade para a produção do gás. (Noticias ao Minuto)
Compartilhe no Google Plus

Sobre TRIBUNA DE IBICARAÍ

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Tribuna de Ibicaraí. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!