Urologistas questionam eficácia de técnica de implante de Viagra


O implante de Viagra tem causado divisão no consenso médico, desde que começou a ser aplicado nos homens que precisam de auxílio para ter ereção. A técnica ainda é usada por poucos urologistas e é realizada por meio da inserção de micro cápsulas nas nádegas, contendo substâncias específicas, como Viagra, testosterona, além de substâncias para evitar efeitos colaterais. O urologista Eduardo Bertero, coordenador geral do Departamento de Andrologia e Sexualidade Humana da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), contou em entrevista ao jornal O Globo, que a alternativa é duvidosa. “Essa história de que você aplica o Viagra de forma subcutânea e ele vai sendo liberado aos poucos é difícil de acreditar, porque o princípio do Viagra é justamente oferecer um pico de funcionamento, que dura cinco ou seis horas. Como se faz para liberá-lo aos poucos eu não sei. Ele não é como um hormônio”, explicou o especialista ao jornal.
Compartilhe no Google Plus

Sobre TRIBUNA DE IBICARAÍ

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Tribuna de Ibicaraí. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!