Empresário admite ter comprado terreno de R$ 7 mi para sede do Instituto Lula


 empresário Dermeval Gusmão Filho, dono da empresa DAG, admitiu, em depoimento ao juiz federal Sérgio Moro, na manhã quarta-feira (6), que comprou o terreno onde seria construída a nova sede do Instituto Lula. Ele contou, ainda, que pagou R$ 7 milhões de forma oficial. Segundo a força-tarefa da Lava Jato, a DAG foi usada como laranja na compra do terreno. A compra do terreno, em São Paulo, e a de um imóvel vizinho ao apartamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em São Bernardo do Campo, são investigados pela operação. De acordo com a denúncia apresentada pelo Ministério Público Federal (MPF) esses bens eram propinas do Grupo Odebrecht para o ex-presidente Lula. Quanto à compra do apartamento vizinho ao de Lula, o empresário disse que desconhecia a negociação. Leia mais no G1.
G1
Compartilhe no Google Plus

Sobre TRIBUNA DE IBICARAÍ

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Tribuna de Ibicaraí. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!