Mulheres representam 69% das tentativas de suicídio no Brasil


O Ministério da Saúde divulgou nesta quinta-feira (21) o primeiro Boletim Epidemológico de Tentativas de Óbito por Suicídios no Brasil. Os dados utilizados como base foram do Sistema de Informação sobre Mortalidade de 2017 e da Organização Mundial da Saúde (OMS), de 2014. As informações obtidas indicam que entre 2011 e 2015, o índice de suicídios no Brasil cresceu 12%. Entre 2011 e 2016, as principais vítimas por lesões autoprovocadas são homens (79%). Porém, durante o mesmo período, as mulheres atentaram mais contra a própria vida (69% das tentativas) e foram mais reincidentes, sendo que um terço delas tentou suicídio mais de uma vez. A principal causa apontada das tentativas feitas por mulheres é a violência doméstica. Os dados também apontam que a maior parte dos suicídios acontece entre pessoas solteiras, viúvas ou divorciadas. Enquanto essas pessoas representam 60,4% dos suicidas, os casados aparecem em 31,5% dos casos. Além disso, o problema é mais recorrente na região sul do país, que concentra 23% dos suicídios e 14% da população. Em seguida aparece a região sudeste, que concentra 38% dos suicídios e 42% da população. Uma informação que chama a atenção está relacionada à população indígena. De acordo com o site da revista Cláudia, a taxa de mortalidade entre os índios é quase três vezes maior (15,2 por 100 mil habitantes) do que o registrado entre brancos (5,9) e negros (4,7). A maior incidência ocorre entre a faixa etária de 10 a 19 anos (44,8%).
Compartilhe no Google Plus

Sobre TRIBUNA DE IBICARAÍ

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Tribuna de Ibicaraí. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!