Justiça obriga Facebook a excluir página de apologia ao suicídio



21ª câmara de Cível do TJ/RJ determinou em caráter liminar que o Facebook retire da rede a página "Pulsos que Sangram", a qual fazia apologia ao suicídio. Em recurso contra decisão da 1ª vara da Infância, da Juventude e do Idoso da comarca da Capital, o MP/RJ alegou que o site tinha como finalidade instigar o suicídio de crianças e adolescentes.

Em ação civil pública, o MP declarou que haveria suspeita de que os usuários estariam marcando suicídios, e a morte de uma adolescente foi motivada por publicações da página. Em contrarrazão, o Facebook afirmou que desenvolveu técnicas voltadas a impedir tais práticas como o guia "Ajude um amigo em necessidade", e que a remoção do site implicaria grave violação do direito à livre manifestação de pensamento.

Ao analisar o caso, a relatora, desembargadora Denise Levy Tredler, asseverou que a página continha fortes indícios de instigação à prática do suicídio, por meio de fotos e mensagens de cunho depressivo. Para ela, a liberdade de expressão não é ilimitada e a medida de retirar a página do ar zela a proteção integral da criança e do adolescente que estariam em situação de risco com tal conteúdo da internet.

A liminar, deferida em 24 de outubro, determinou a exclusão da página no prazo de 48 horas, com multa diária no valor de R$ 1 mil.
Compartilhe no Google Plus

Sobre TRIBUNA DE IBICARAÍ

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Tribuna de Ibicaraí. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!