Câmara quer votar fim do foro privilegiado após denúncia contra Temer




Após a votação da segunda denúncia contra o presidente Michel Temer (PMDB), o deputado Rodrigo Pacheco (PMDB-MG), presidente da CCJ, pretende colocar em pauta o fim do foro privilegiado. O parecer de Efraim Filho (DEM-PB), favorável à extinção da prerrogativa para crimes comuns, já está pronto há um mês.


O foro privilegiado permite que existe um órgão competente para julgar ações penais contra certas autoridades públicas. No Brasil, chefes e ministros do executivo federal são julgados por um tribunal específico. Em março de 2017, o senador Randolfe Rodrigues reuniu assinaturas de senadores para pedir a urgência no projeto de autoria do senador Álvaro Dias[27] que pede o fim do foro privilegiado.

Segundo destaca a coluna Painel, da Folha de S. Paulo, a disposição da Câmara em votar o texto aumentou depois que o ministro Alexandre de Moraes, do STF, finalizou voto a respeito do assunto, liberando o Supremo a decidir sobre o tema. 

Compartilhe no Google Plus

Sobre TRIBUNA DE IBICARAÍ

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Tribuna de Ibicaraí. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!