Caso Aécio: Delcídio diz que continuaria no Senado se fosse flagrado pedindo dinheiro


O ex-senador do PT Delcídio do Amaral reclamou da postura do Senado diante do caso Aécio Neves (PSDB-MG), que culminou na suspensão das restrições impostas pelo Supremo Tribunal Federal (STF) ao tucano (veja aqui). Preso por ordem do Supremo em 2015 e cujo encarceramento foi confirmado pelo plenário, Delcídio se comparou a Aécio. "Se eu tivesse sido flagrado pedindo dinheiro, talvez ainda fizesse parte do Senado. O tempo de Deus haverá de fazer justiça", bradou, de acordo com a coluna Painel, da Folha de S.Paulo. O ex-petista, acusado de obstrução de Justiça no âmbito da Operação Lava Jato, ainda especulou sobre o que a chancela do Senado pode desencadear. "O desfecho do caso Aécio vai salvar todos os partidos. Vai sobrar para o PT, mais especificamente para o Lula", observou.
Compartilhe no Google Plus

Sobre TRIBUNA DE IBICARAÍ

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Tribuna de Ibicaraí. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!