Novas regras: passageiros podem ser interrogados em voos para os EUA



As empresas brasileiras vêm afirmando que a determinação implementada pelo presidente Donald Trump, que passou a exigir maior monitoramento no embarque de passageiros rumo aos Estados Unidos, não deve trazer grandes complicações à rotina dos viajantes. Mas o mesmo pode não se aplicar às empresas estrangeiras que operam voos para aquele país, segundo a coluna Mundo, da Folha de São Paulo.



A Latam é uma das companhias a informar que os procedimentos de embarque continuam iguais, assim como na Avianca e na Azul. 

De acordo com a Latam, apenas procedimentos internos, como aqueles referentes à limpeza dos aviões, foram modificados. Nas demais empresas ainda não estão esclarecidas quais alterações serão implementadas a partir da quinta-feira (25) para atender às novas regras, nem como isto vai interferir no tempo necessário para o embarque.

A TSA, autoridade aérea americana, teria informado que as novas regras valem para todos os 2 mil voos que chegam todos os dias aos aeroportos dos Estados Unidos, mas que não há novos itens proibidos nas bagagens. Aeroportos ao redor do mundo estão intensificando a análise das malas e perguntando aos passageiros as razões da viagem e o preparo das bagagens antes do embarque. 

Algumas empresas ainda estão revisando os seus processos de embarque para o país, como a Cathay Pacific, Egyptair e Royal Jordanian, além da Emirates, Lufthansa e Air France, que operam no Brasil.

"Vamos começar a interrogar todos os nossos passageiros com destino aos EUA", teria declarado na quarta (25) Hervé Erschler, o porta-voz da Air France. A companhia aérea francesa opera 13 rotas entre a França e os EUA. Não foram divulgados detalhes sobre o teor do interrogatório.
Compartilhe no Google Plus

Sobre TRIBUNA DE IBICARAÍ

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Tribuna de Ibicaraí. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!