Corinthians derrota o Avaí e pode ser campeão já na próxima quarta



O Corinthians poderá conquistar o heptacampeonato brasileiro já na próxima quarta-feira. Mesmo com dificuldades para superar a bem postada defesa do Avaí, a equipe alvinegra conseguiu vencer o rival por 1 a 0, neste sábado (11), no Itaquerão, pela 34ª rodada da competição.


Com a vitória, a terceira consecutiva, algo que não acontecia desde junho, o time dirigido por Fábio Carille chegou a 68 pontos e abriu 11 de vantagem sobre o Grêmio, vice-líder, que tem uma partida a menos -enfrenta o Vitória, no domingo, em Caxias do Sul.

Assim, o clube alvinegro pode sagrar-se campeão se vencer o Fluminense na quarta-feira, no Itaquerão, e o Grêmio tropeçar em uma de suas duas próximas partidas. Além da equipe baiana, os gaúchos enfrentam o São Paulo também na quarta-feira, na Arena do Grêmio.

Caso conquiste o título, o Corinthians se tornará o maior vencedor da competição desde 2003, quando começou a era dos pontos corridos. Neste período, o time foi campeão em 2005, 2011, 2015 e agora 2017.

Cruzeiro e São Paulo possuem três títulos.


Desde 2006, quando o torneio passou a ser disputado por 20 clubes, jamais um time perdeu o título ao terminar a 34ª rodada com no mínimo oito pontos de vantagem, o que pode acontecer se o Grêmio vencer o Vitória.

Aliás, apenas em 2009 um clube que liderava a competição até o complemento desta rodada ficou sem a taça. Na oportunidade, o Flamengo ultrapassou o São Paulo na reta final e faturou o caneco.

No duelo contra o Avaí, o Corinthians voltou a encontrar dificuldades para propor o jogo assim como aconteceu nos confrontos contra Atlético-GO e Vitória, que também ocupavam a parte debaixo da tabela -derrotas por 1 a 0, no Itaquerão.

A equipe teve mais posse de bola, rondou a área adversária, mas exigiu pouco do goleiro Douglas, que pertence ao próprio clube alvinegro, com quem tem contrato até o final de 2019 -está emprestado aos catarinenses e deve retornar em janeiro. Ele fez duas boas defesas em chutes de Romero e Camacho.

O Corinthians sentiu também a falta da movimentação e da presença de área de Jô, suspenso pelo STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) por acertar um chute em Rodrigo, da Ponte Preta.

Kazim, o substituto, brigou muito, mas mostrou pouca qualidade.

Além do atacante turco, a outra novidade no duelo deste sábado foi o goleiro Caíque França, terceiro reserva, que foi acionado para substituir Walter, machucado, e Cássio que está com a seleção brasileira.

Ele, porém, foi pouco exigido em razão da postura tática do Avaí.

Na etapa complementar, Carille tirou o volante Camacho e colocou o meia-atacante Jadson. Assim, Rodriguinho recuou e passou a atuar mais próximo de Gabriel para ajudar a transição ofensiva.

E, logo aos 4 minutos, o time abriu o placar. Guilherme Arana cruzou da esquerda para Kazim desviar de peito e superar o goleiro Douglas.

Com a vantagem construída, o Corinthians recuou e não conseguiu manter a posse de bola e, consequentemente, o domínio da partida. Já o Avaí se lançou para o ataque e arriscou chutes de fora da área e cruzamentos para a área.

Carille observou o maior ímpeto do rival e reforçou a marcação com a entrada de Maycon no lugar de Rodriguinho. Logo depois, colocou Marquinhos Gabriel na vaga de Clayson.

Nos últimos minutos, a equipe alvinegra preferiu segurar o resultado para ficar ainda mais próxima do título.

CORINTHIANS

Caique; Fagner, Pablo, Balbuena e Guilherme Arana; Gabriel e Camacho (Jadson); Romero, Rodriguinho (Maycon) e Clayson (Marquinhos Gabriel); Kazim.

T.: Fábio Carille.

AVAÍ

Douglas; Maicon, Alemão, Betão e João Paulo; Judson (Caio César), Simião e Marquinhos; Luanzinho (Maurinho), Rômulo e Junior Dutra.

T.: Claudinei Oliveira

Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (PA)

Assistentes: Hélcio Araujo Neves e José Ricardo Coimbra (ambos do PA)

Público/Renda: 42.732 pagantes (total: 43.013)/R$ 2.739.920,09

Cartões amarelos: Balbuena, Kazim e Romero (Corinthians); Junior Dutra, Judson e Maurinho (Avaí)

Gol: Kazim (COR), aos quatro minutos do segundo tempo. Com informações da Folhapress.
Compartilhe no Google Plus

Sobre TRIBUNA DE IBICARAÍ

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Tribuna de Ibicaraí. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!