Correntina: Três vereadores presos por fraudes são soltos; presidente da Câmara segue detido


Três dos seis vereadores presos em Correntina, no extremo oeste baiano, foram soltos após vencimento da prisão temporária. Os edis tinham sido detidos na operação "Último Tango", deflagrada pelo Ministério Público do Estado (MP-BA). Foi descoberto que o grupo fraudava licitações e contratos e desviava verbas públicas mediante pagamento de gratificações indevidas a servidores (veja aqui). Os edis ainda exigiam pagamento de propina de R$ 50 mil para aprovar projetos do prefeito. Segundo o G1, foram soltos na segunda-feira (30) Adenilson Pereira de Souza, Juvenil Araújo de Souza e Nelson da Conceição Santos. Ainda permanecem encarcerados Jean Carlos Pereira Santos, Milton Rodrigues Souza e o então presidente da Câmara, Wesley Campos Aguiar, conhecido como "Maradona". A investigação do MP-BA foi feita através do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco), com o apoio da Coordenadoria de Segurança Institucional e Investigação (CSI), Centro de Apoio Operacional às Promotorias Criminais (Caocrim), Centro de Apoio Operacional de Proteção às Promotorias de Proteção da Moralidade Administrativa (Caopam).
Compartilhe no Google Plus

Sobre TRIBUNA DE IBICARAÍ

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Tribuna de Ibicaraí. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!