Pendrive revela R$ 250 milhões em propina para o PMDB



Na denúncia de 188 páginas oferecida pelo Ministério Público Federal contra Jorge Picciani e o filho Felipe, os deputados Paulo Melo e Edson Albertassi, o empresário Jacob Barata Filho, o ex-presidente da Fetranspor Lélis Teixeira, o operador Álvaro Novis, entre outros, os procuradores anexaram uma tabela (ver abaixo) com as propinas pagas por empresas de ônibus aos políticos.

No total, 26 empresas derramaram R$ 250 milhões em “contribuições” ao sistema político fluminense. Essas informações foram obtidas através da colaboração premiada do operador Álvaro Novis. O montante foi distribuído entre 2013 e 2016.






Mas não é só.

Os empresários de ônibus também mantinham contas bancárias escondidas. Na tabela do MPF (ver abaixo) estão Jacob Barata Filho, o “Rei do ônibus”, e Marcelo Traça, presidente do Sindicato de Empresas de Transporte Rodoviário.

Compartilhe no Google Plus

Sobre TRIBUNA DE IBICARAÍ

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Tribuna de Ibicaraí. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!