Quadrilha é presa por desviar remédio para câncer em 3 estados e no DF



Um grupo de nove pessoas foi preso na manhã desta quarta-feira (31) acusado de desviar remédios de alto custo de órgãos públicos. A investigação aponta que a quadrilha lucrou R$ 16,5 milhões ao revender medicamentos para hospitais e clínicas entre setembro de 2014 e maio de 2016. As informações são do G1.


A polícia cumpriu nove mandados de prisão e 16 de busca e apreensão da operação Medlecy 2 foram cumpridos em São Paulo, Goiás, Espírito Santo e Distrito Federal. Os suspeitos foram presos pelas práticas de organização criminosa e crime contra a saúde pública.

A operação deflagrada hoje é o desdobramento das investigações iniciadas em abril de 2015 em Bauru, no interior paulista, que apurou os métodos do grupo criminoso. Segundo a primeira apuração, o grupo conseguia medicamentos de alto custo de origem ilícita, como furto, roubo e desvio de órgão público, para, depois, vender o produto para clínicas e hospitais por meio de empresas de fachada. Estima-se que alguns dos remédios roubados, usados para tratamento de câncer, custassem cerca de R$ 8 mil por caixa.

A investigação é coordenada pela Corregedoria Geral da Administração, do Governo do Estado de São Paulo, e pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público.
Compartilhe no Google Plus

Sobre TRIBUNA DE IBICARAÍ

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Tribuna de Ibicaraí. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!