Advogado de Romário manteve documentos de processo de ocultação de patrimônio


A defesa do senador Romário (Podemos-RJ) prejudicou o trâmite de um dos processos em que ele é acusado de ocultação de patrimônio. Advogado do parlamentar e também funcionário do gabinete dele no Senado, Luiz Sérgio de Vasconcelos Júnior retirou uma das ações do cartório e a manteve por mais de um ano. Segundo informações do jornal O Globo, a Justiça só adquiriu o documento de volta após expedir um mandado de busca e apreensão. Diante disso, a equipe de defesa ficou proibida de retirar os papéis novamente, que agora só podem ser consultados dentro do cartório do tribunal. De acordo com a publicação, o senador ocultou uma parcela milionária do seu patrimônio nos últimos anos, a fim de evitar o pagamento de dívidas reconhecidas pela Justiça. Enquanto Romário e duas de suas empresas possuem uma dívida de R$ 36,7 milhões com a União, os bens mapeados do ex-jogador somam R$ 9,6 milhões. Entre os imóveis não declarados estão dois apartamentos na praia da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, que vão ser usados para abater a dívida do político. Segundo a matéria, uma casa em um condomínio de luxo no mesmo bairro e um carro importado também deverão entrar na lista de bens amortizados.
Compartilhe no Google Plus

Sobre TRIBUNA DE IBICARAÍ

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Tribuna de Ibicaraí. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!