Lula endossa ataque de Bolsonaro a Temer


Em ato de comemoração de 38 anos do PT nesta quinta-feira, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva elogiou os ataques do deputado e pré-candidato a presidente Jair Bolsonaro (PSC-RJ) ao presidente Michel Temer. Na avaliação do petista, Bolsonaro disse "uma frase histórica" ao comentar intervenção do governo federal na segurança pública do Rio. — O Bolsonaro cunhou uma frase histórica. Ele disse ao Temer: “Temer, você já roubou de tudo neste país, mas não vai roubar o meu discurso”. Lula ironizou a baixa popularidade de Temer e acusou o atual presidente também está de olho no "espólio" de seus votos: — Até ele (Temer) acha que se eu não for candidato tem chance. Novamente, o petista atacou o procurador Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa da Lava-Jato. Seria tão bom que o Dallagnol estivesse aqui agora e pudesse olhar para vocês e perceber que vocês pertencem a uma quadrilha. Olhar para cada um de nós e ver quem tem jeito de bandido. Se ele conhecesse as pessoas que criaram o PT, ele não diria a imbecilidade de que o PT é uma quadrilha.
Ao falar sobre o ex-deputado federal Pedro Corrêa, que em depoimento afirmou saber que Lula tinha um sítio, o petista acusou o ex-parlamentar é "o maior velhaco e maior pilantra da política brasileira". No seu discurso, Lula falou também sobre a possibilidade de ser preso. De acordo com o petista, a prisão seria uma forma de barrar os seus ataques ao governo e aos investigadores da Lava-Jato. — Quem sabe vão tentar me prender. Mas terão outra supresa, porque eles prenderão apenas a minha carne carcomida, mas não prenderão as minhas ideias. Por fim, Lula falou que o juiz Sergio Moro fez "uma sentença mentirosa" contra ele. Antes do discurso do ex-presidente, a presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PR), destacou que o ato tinha o objetivo de reafirmar a candidatura de Lula a presidente e serviria como desagravo diante das acusações contra ele. O evento, realizado em São Paulo, também contou homenagens ao ex-dirigentes do partido condenados pelo Supremo Tribunal Federal (STF) no escândalo do mensalão. Ao mencionar ex-presidentes da legenda, Gleisi disse que José Dirceu e José Genoino mereciam uma saudação especial. A plateia interrompeu o discurso com o grito de "Dirceu, guerreiro do povo brasileiro". Antes, o líder do PT na Câmara, Paulo Pimenta (RS), afirmou que Dirceu e Genoino orgulhavam a legenda.
Compartilhe no Google Plus

Sobre TRIBUNA DE IBICARAÍ

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Tribuna de Ibicaraí. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!