Protesto de líderes religiosos fecha Igreja do Santo Sepulcro em Jerusalém


Como forma de protesto, líderes religiosos fecharam a Igreja do Santo Sepulcro em Jerusalém, neste domingo (25). Eles se mobilizam contra uma nova política de impostos de Israel e também contra a proposta de uma lei de expropriação de terras. Segundo informações do G1, líderes católico-romanos, grego-ortodoxos e armênios ressaltaram que o local continuaria fechado até nova ordem. Com o protesto, um comitê do gabinete israelense decidiu atrasar em uma semana a avalição do projeto de lei. De acordo com a publicação, o projeto permite ao Estado expropriar terras vendidas por igrejas a empresas imobiliárias nos últimos anos. A justificativa é proteger proprietários contra a possibilidade de que empresas privadas não prolonguem seus contratos de arrendamentos. No entanto, as igrejas acreditam que a lei dificultaria a busca por compradores para as terras. De acordo com a publicação, eles avaliam a medida como um ataque sem precedentes aos cristãos na Terra Santa. "Este projeto de lei abominável... caso aprovado, tornaria possível a expropriação de terras das Igrejas", disse um comunicado assinado pelo patriarca de Jerusalém, Theophilos III, pelo custódio da Terra Santa, Francesco Patton, e pelo patriarca armênio de Jerusalém, Nourhan Manougian. (BN)
Compartilhe no Google Plus

Sobre TRIBUNA DE IBICARAÍ

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Tribuna de Ibicaraí. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!