Ilhéus descredencia clínica suspeita



A Secretaria de Saúde de Ilhéus descredenciou a Clínica Cenoe, acusada de fraudes, atendimentos fantasmas, compra superfaturada de colírio para glaucoma e várias irregularidades. A clínica está sendo investigada pelo Ministério da Saúde e o Ministério Público Federal.

Uma equipe do MPF esteve na sede da Cenoe acompanhada da Polícia Federal, mas não houve divulgação das ações. Dias depois foi a vez do Ministério da Saúde ir à Cenoe, também sem divulgação do que foi feito na clinica.

Segundo fontes não oficiais, só em Una a Cenoe “atendia” 232 pacientes fantasmas e a quantidade de colírio para glaucoma comprada pela Cenoe, e paga pela prefeitura de Ilhéus, era maior do que toda a compra do Estado.

A Secretaria de Saúde de Ilhéus precisa explicar como não viu o número exagerado de consultas, exames e colírios. No motivo para o descredenciamento, apenas alegou “a Lei nº 8.666/93 (Lei de Licitações e Contrato), em seu art. 78”.

Oftalmologistas ouvidos por nossa reportagem dizem ser impossível a Secretaria não ter percebido que os atendimentos da Cenoe eram “absurdamente exagerados”.

Vale lembrar que a denúncia junto ao MPF partiu do Programa Tropa de Elite, dos radialistas Marinho Santos e Robertinho Scarpita, que desde 2016 vinha investigando o convênio da prefeitura de Ilhéus com a Cenoe .

Compartilhe no Google Plus

Sobre TRIBUNA DE IBICARAÍ

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Tribuna de Ibicaraí. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!