CET Testa Instalar Câmera Em Viaturas Para Multar Motoristas.



A CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) está testando desde abril o uso de câmeras nos carros que fazem a operação diária de trânsito na cidade de São Paulo. O objetivo da gestão Bruno Covas (PSDB) é que os equipamentos flagrem infrações de trânsito e sejam usados para multar motoristas. Por enquanto, só uma viatura está sendo utilizada nos testes, que começaram em abril.


Nela, duas câmeras, uma frontal e outra na parte traseira, registram em tempo real tudo o que acontece nas ruas por onde o veículo passa. As imagens são vistas pelos agentes no carro, por meio de celulares. Galeria Câmeras em viaturas da CET Equipamento está em teste para flagrar infrações no trânsito.

A ideia é que, no futuro, um agente acompanhe o motorista e fique responsável por aplicar a multa ao constatar a infração pelo celular. As imagens também chegarão à central de monitoramento da CET, que não terá o poder de autuação. De abril para cá, 300 multas teriam sido aplicadas se o sistema já estivesse funcionando.

+ Reunião entre motoristas de vans e prefeitura Rio termina sem novidade

Entre as infrações registradas pelo carro-teste estão: mudança de faixa sem sinalizar, desrespeito ao corredor de ônibus e conversão proibida. Também será possível flagrar o desrespeito ao rodízio, mas este não é o objetivo principal da companhia. "Estamos testando, vendo a qualidade da imagem, do movimento. E a infração precisa ser presenciada por um agente. Não é que a câmera vai gravar e depois o agente vai ver para multar. Será sempre aplicada em tempo real", diz o secretário municipal dos Transportes, João Octaviano Machado Neto.

Atualmente, a CET possui 700 carros para a operação diária no trânsito. A ideia é que 450 delas tenham câmeras de fiscalização. Os testes seguem até o fim de julho. Além das infrações, as câmeras vão registrar problemas na sinalização, como faixas de pedestres apagadas e placas malcuidadas. "A ideia é que nós consigamos avisar sobre problemas como buracos e entulhos. Mas este ainda não é o foco", disse Machado. No período de testes, a CET está estudando que infrações serão aplicadas pelo novo sistema e qual será a tecnologia adotada nos carros.

"Primeiro estamos fazendo os testes com muito cuidado, para encontrar o protocolo e a especificação técnica ideal. Estamos fazendo os testes da transmissão das imagens em tempo real e do armazenamento delas", disse Machado nesta quinta (28). A qualidade das imagens, por exemplo, será levada em conta na hora de definir as infrações a serem flagradas.Segundo ele, nos próximos dias, mais dois carros serão equipados com câmeras. E os testes devem continuar até o final do mês de julho."Ainda precisamos ver quantas câmeras serão instaladas em cada carro. Se uma, duas, ou seis, como é na polícia dos EUA", afirmou.

O edital da licitação para implantação do sistema deverá ser lançado no segundo semestre deste ano. Além de flagrar e multar motoristas que cometem infrações, as câmeras nos carros também vão servir, segundo a CET, para dar mais segurança aos marronzinhos que trabalham nas ruas, coibindo agressões.

Além do ataque físico, a tentativa de roubo de talão de infração dos agentes também é considerada como uma agressão para a CET."Vamos usar as câmeras para diminuir o número de agressões aos agentes. Depois avaliamos se há necessidade de fazer a transmissão de imagens para a polícia", afirmou o secretário. Com informações da Folhapress.
Compartilhe no Google Plus

Sobre TRIBUNA DE IBICARAÍ

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Tribuna de Ibicaraí. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!