Ilhéus: terra onde a crítica política vem dos próprios governantes





Há alguns dias, uma matéria de cunho político, reverberou em toda cidade. Nela, o vice-prefeito José Nazal afirmou não haver o que comemorar no aniversário da cidade, celebrado em 28/06. No enorme texto, o vice-prefeito cita várias situações nas quais, participando da atual gestão, solicitou melhorias e não obteve resposta. Vejamos: como pode Nazal proceder desta forma se o próprio participa da vida política de Ilhéus há mais de 30 anos? Como pode ele querer sair como vítima de algo que tem participado ativamente? Seu discurso é motivo de chacota para quem acompanha sua vida política. Sabemos que não é fácil governar, muito menos quando se tem pouco ou nenhum recurso, mas reclamar quando se está há muito tempo lidando com a gestão pública sem trazer inovação ou melhoramento algum para a cidade chega a ser um tanto incoerente. Em suas várias alianças políticas, desde Antônio Olímpio, até a atual com Mário Alexandre, não vemos progresso, projeto ou medida que auxilie Ilhéus, apenas obras travadas, obstrução na criação de empregos e muita "conversa fiada".
Compartilhe no Google Plus

Sobre TRIBUNA DE IBICARAÍ

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Tribuna de Ibicaraí. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!