Michel Temer tenta retirar verbas da duplicação da Ilhéus-Itabuna e Fiol


O ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, enviou na última segunda-feira ao Congresso Nacional um projeto de lei (PLN 13/2018) que prevê o remanejamento de R$ 995 milhões do orçamento. Os créditos suplementares destinados aos ministérios da Educação, da Saúde, da Integração Nacional e do Desenvolvimento Social são remanejados de outros, como do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil, o que afeta diretamente a Bahia.


De acordo com a tabela de cancelamentos anexa ao projeto, ficam prejudicadas a construção da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Caetité-Barreiras), a adequação de trecho rodoviário entre Ilhéus e Itabuna na BR-415/BA, ainda obras em trechos rodoviários de divisa entre a Bahia e os estados do Sergipe, Pernambuco, Minas Gerais e Goiás.


O remanejamento ainda prevê o corte de verba que seria destinada à construção de viaduto rodoviário em Jequié, na BR-330/BA. Ao todo, o Ministério do Transportes perde quase R$ 545 milhões.


“A gente quer derrubar [o PLN], porque ele corta mais de R$ 110 milhões da Bahia”, explicou o coordenador da bancada baiana no Congresso Nacional, o deputado Félix Mendonça Júnior (PDT).


A matéria chegou a ser pautada na sessão do Congresso Nacional realizada na última terça-feira. Porém, depois de obstrução da oposição, acabou enviada à Comissão Mista de Orçamento, presidida pelo baiano Mário Negromonte Jr. (PP). Nela, o projeto terá um relator designado e os pedidos de alterações poderão ser apresentados até a próxima segunda.


“Tem emenda do José Rocha [líder do PR na Câmara dos Deputados] quanto à Fiol. Tem emenda minha quanto à BR-415 Ilhéus-Itabuna, que é uma duplicação necessária para a região do cacau”, informou Félix Mendonça Júnior, que criticou: “o governo corta verbas que são importantes para a Bahia, prioritárias, para refazer seu planejamento com seus aliados”.


O coordenador prevê que a bancada se divida quanto ao PLN, sobretudo pela necessidade de manter o apoio ao governo. Segundo explicou, o voto aberto para matérias como essa possibilita um controle maior do Executivo quanto a sua base parlamentar, que acaba tendo dificuldades em se posicionar contrariamente, sob risco de punição. Do A Tarde.
Compartilhe no Google Plus

Sobre TRIBUNA DE IBICARAÍ

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Tribuna de Ibicaraí. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!