Projeto sobre aplicativos de transporte em Salvador prevê máximo de 7,2 mil veículos


O projeto que regulamenta o transporte individual de passageiros através de aplicativos em Salvador prevê que haja um número máximo de veículos cadastrados. O limite deve ser de 7,2 mil carros, o mesmo que é aplicado para táxis na capital baiana. A ideia é que, assim como os taxistas, cada veículo cadastrado no aplicativo possa ter mais dois motoristas vinculados. A média de idade dos automóveis será inicialmente de no máximo oito anos e as empresas que operam os serviços serão taxadas, a exemplo de 1% de ISS, só que com a criação de um tributo específico (leia mais aqui). O secretário municipal de Mobilidade, Fábio Mota, contou nesta segunda-feira (2), na Lapinha, que o projeto de regulamentação será enviado esta semana à Câmara de Vereadores pelo prefeito ACM Neto. "O prefeito deverá organizar ainda esta semana um evento para assinar e encaminhar projeto de regulamentação e enviar para apreciação dos vereadores. A regulamentação, que é uma exigência da nova legislação federal sobre o assunto, foi discutida e debatida em várias audiências. Ouvimos os aplicativos, taxistas e agora chegamos a um denominador comum", ressaltou Fábio Mota, que esteve presente aos festejos em homenagem ao Dois de Julho.
Compartilhe no Google Plus

Sobre TRIBUNA DE IBICARAÍ

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Tribuna de Ibicaraí. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!