Brasil e Argentina firmam acordo para uso das delações da Operação Lava Jato



Um acordo entre a Procuradoria-Geral da Argentina e o Ministério Público Federal do Brasil foi fechado com o objetivo de viabilizar a obtenção de provas envolvendo as delações premiadas de executivos da empreiteira Odebrecht e de outros investigados na Operação Lava Jato.



No mês de julho, o MPF divulgou que havia concluído as negociações para uso de informações e provas obtidas por meio das delações premiadas e acordos de leniência firmados no Brasil pela Justiça argentina.



De acordo com o Ministério Público (MP) argentino, o acordo, assinado pelo procurador-geral interino, Eduardo Casal, permitiu chegar a um “consenso sobre os termos de um modelo de compromisso que abre caminho para os procuradores e serve como uma ferramenta para que as investigações tenham a possibilidade de acessar as informações e evidências reveladas no Brasil pelas pessoas que decidiram colaborar por meio de acordos de leniência ou delações premiadas", diz nota publicada nesta sexta-feira (3) pelo MP argentino.
Compartilhe no Google Plus

Sobre TRIBUNA DE IBICARAÍ

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Tribuna de Ibicaraí. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!