Com alteração no Catecismo, Vaticano declara que pena de morte é ‘inadmissível’



Maior representante da Igreja Católica, o Papa Francisco aprovou uma modificação no Catecismo que declara a pena de morte como "inadmissível". Como informado pelo Vaticano, nesta quinta-feira (2), o pontífice também assumiu o compromisso de incentivar a abolição dessa prática em todo o mundo. "A Igreja mostra, à luz do Evangelho, que a pena de morte é inadmissível, porque atenta contra a inviolabilidade e a dignidade da pessoa, e se compromete com determinação para sua abolição no mundo todo", diz um trecho do texto.





Segundo informações do G1, a nova redação do artigo 2267 do Catecismo Católico foi aprovada em maio, quando o prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé, Cardeal Luís Ladaria, se encontrou com o papa. O texto agora em vigor pontua que há "uma nova compreensão do sentidos das sanções penais por parte do Estado" e que foram desenvolvidos sistemas de detenção mais eficazes, que "garantem a indispensável defesa dos cidadãos, sem tirar, ao mesmo tempo e definitivamente, a possibilidade do réu de se redimir".
Compartilhe no Google Plus

Sobre TRIBUNA DE IBICARAÍ

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Tribuna de Ibicaraí. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!