Maioria do TSE rejeita candidatura de Lula



O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) iniciou por volta das 14h30 desta sexta-feira (31) a sessão para julgar o pedido de registro de candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) à Presidência da República nas eleições de outubro. A decisão sobre a permanência do petista na disputa depende da maioria dos votos dos sete ministros da Corte.


Até o momento, cinco ministro votaram contra a candidatura de Lula, são eles: o relator Luís Roberto Barroso, Jorge Mussi, Og Fernandes, Admar Gonzaga e Tarcisio Vieira.

Apenas o ministro Edson Fachin divergiu do relator e votou a favor da candidatura. Portanto, o placar está cinco a um e a votação ainda está em andamento.

A maioria dos ministros também proibiu o político de fazer campanha como candidato.

Lula está preso desde 7 de abril na sede da Superintendência da Polícia Federal (PF) em Curitiba, em função de sua condenação a 12 anos e um mês de prisão, por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, na ação penal do caso do tríplex em Guarujá (SP). 



Em tese, o ex-presidente estaria enquadrado no artigo da Lei da Ficha Limpa que impede a candidatura de condenados por órgãos colegiados. No entanto, o pedido de registro e a possível inelegibilidade precisam ser analisados pelo TSE.

A Corte está realizando uma sessão extra, convocada pela presidente, ministra Rosa Weber, para decidir as questões pendentes antes que tenha início do horário de propaganda eleitoral no rádio e na televisão para os candidatos a presidente da República. O horário eleitoral começa neste sábado (1).
Compartilhe no Google Plus

Sobre TRIBUNA DE IBICARAÍ

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Tribuna de Ibicaraí. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!