Dado como morto após roubo, baiano tenta provar que está vivo há 13 anos


Um baiano de 48 anos luta na Justiça há 13 anos para comprovar que está vivo. Ele foi dado como morto após ter sido roubado no estado de Minas Gerais, no ano de 2003, quando saiu de Bom Jesus da Lapa, no oeste da Bahia, onde nasceu, para ir morar em Goiânia. O corpo de um desconhecido foi enterrado no lugar dele pela família na Bahia. 


A família de Alailson Santos Lima recebeu a notícia de que ele teria sido atropelado e morto ainda em 2003. Na ocasião, a funerária procurou os parentes para mandar o corpo para Bom Jesus da Lapa. A tia de Alailson, Cecília Lima de Matos, foi quem recebeu a ligação. 


"Um rapaz me ligou e me pediu R$ 2 mil para enterrar o corpo dele. Eu disse que não tinha R$1 e que era para ele enterrar lá mesmo. Depois, o rapaz me ligou dizendo que estava trazendo o corpo, recebi e fiz tudo como nos conformes", relatou Cecília. Leia mais no G1
Compartilhe no Google Plus

Sobre TRIBUNA DE IBICARAÍ

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Tribuna de Ibicaraí. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!