TSE Responde Menos De Um Terço Das Ações Para Tirar Conteúdo Da Web.


O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) atendeu menos de um terço dos pedidos de remoção de conteúdo da internet feitos pelos candidatos à Presidência da República. O mapeamento foi feito pela agência Broadcast, do jornal Estado de S. Paulo. O levantamento aponta que, de 37 ações, 11 foram atendidas pelos ministros, que defendem a "liberdade de expressão" na maioria das justificativas das ações. A análise das decisões foi feita com base nas ações levantadas pela área técnica do tribunal. De acordo com a assessoria do TSE, o recorte é dos processos que contêm a expressão "fake news" no objeto da ação. "Existem muitos pedidos mal formulados, que se fossem deferidos implicaria censura. Na dúvida, o TSE optou por preservar e garantir a liberdade de expressão", avalia Thiago Tavares, presidente da associação SaferNet Brasil e integrante do conselho do TSE que trata de fake news. (Metro 1)
Compartilhe no Google Plus

Sobre TRIBUNA DE IBICARAÍ

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Tribuna de Ibicaraí. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!