Eduardo Cunha é interrogado por Sérgio Moro em processo sobre propina milionária na Petrobras



O ex-deputado federal Eduardo Cunha ficou prestou depoimento por duas horas ao juiz federal Sérgio Moro, nesta quarta-feira (31), em Curitiba. Cunha é alvo de processo da Lava Jato que apura a suspeita de que ele recebeu propina de 5 milhões de dólares em contratos de construção de navios-sonda da Petrobras.

De acordo com o advogado de defesa, o ex-presidente da Câmara dos Deputados negou todas as acusações.

A acusação do Ministério Público Federal (MPF) é que Eduardo Cunha pediu para ele e outros envolvidos no esquema (entre 14 de junho de 2006 e outubro de 2012) aproximadamente US$ 15 milhões pela contratação dos navios-sonda Petrobras 10.000 e Vitória 10.000.

Segundo o MPF, Cunha tinha a ajuda da então deputada Solange de Almeida, que tinha a missão de pressionar pelo pagamento das propinas através de requerimentos à Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara dos Deputados (CFFC).

Cunha deveria ter sido interrogado no dia 3 de outubro, mas pediu adiamento para esta quarta por considerar que seu depoimento pudesse atrapalhar na campanha eleitoral da sua filha Danielle Cunha para deputada federal pelo MDB do Rio de Janeiro.

A estratégia não surtiu efeito. Danielle Cunha não se elegeu.
Compartilhe no Google Plus

Sobre TRIBUNA DE IBICARAÍ

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Tribuna de Ibicaraí. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!