Magno Malta confirma que não foi comunicado sobre a escolha de Damares para ministério



O senador Magno Malta (PR-ES) afirmou que não foi comunicado sobre a escolha de sua assessora parlamentar Damares Alves para o Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos. Em um vídeo divulgado em sua rede social, ele disse que a futura ministra foi uma decisão pessoal do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL).

“(Damares) é uma escolha pessoal do presidente, que a convidou, não fui… comunicado, não fui solicitado, não fui eu que a indiquei”, contou o senador. No vídeo, ele também parabeniza a sua assessora pela nova ocupação.

“Gostaria de desejar à doutora Damares toda a felicidade do mundo. Merece os meus parabéns, ela é uma pessoa preparada, só esclareço que ela não é uma indicação minha”, destacou o senador.

Nos bastidores, no entanto, Malta se queixou que o presidente eleito não pediu sua autorização para convidar Damares. Aos aliados, ele demonstrou que está sentido por não ter sido convidado para ser ministro e pelo fato de não ter falado com Bolsonaro desde o dia da eleição. O senador não conseguiu se reeleger nas eleições deste ano.

Em resposta ao vídeo, Damares classificou Malta como "fonte de inspiração": “Acabei de receber um vídeo lindo dele agora, torcendo para que tudo dê certo. O senador é parceiro, o senador é guerreiro, o senador é fonte de inspiração”.
Compartilhe no Google Plus

Sobre TRIBUNA DE IBICARAÍ

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Tribuna de Ibicaraí. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!