Após assalto e perseguição, bandido tomba em confronto com a polícia em Ibicaraí


Na tarde desta sexta-feira (10), Italo Cardoso Silva, popularmente conhecido como Italo Batata, considerado pela policia como indivíduo de alta periculosidade, tombou em confronto com uma guarnição do Pelotão de Emprego Tático Operacional (Peto63), da Polícia Militar.

Ele era acusado de ter baleado um Policial Civil em 2014, nas imediações da Vila Olímpica, no bairro São Caetano, em Itabuna. Italo era detento do Conjunto Penal de Itabuna e tinha deixado a unidade prisional em um indulto concedido pela justiça, o chamado "Saidão do Dia das Mães".

Alex Júnio de Araújo Silva
A morte de Italo na troca de tiros com os policiais ocorreu na cidade sul baiana de Ibicaraí. Italo era morador do Morro dos Macacos, no bairro Fonseca em Itabuna e um dos líderes da organização criminosa denominada Raio A. Na ação policial, foi preso um indivíduo identificado pelo nome de Alex Júnio de Araújo Silva, conhecido no mundo do crime como Juninho, morador do bairro Califórnia.

A polícia estava em diligência desde a tarde desta quinta-feira (09), para capturar Italo, Juninho e um terceiro bandido, de prenome Wesley Silva, morador de Ibicaraí, que conseguiu fugir. O trio alugou um veículo Chevrolet Spin, de cor branca e placa OZQ-7190, licenciado em Itabuna, e utilizando este veículo, foi até Itororó, onde tomou de assalto um Chevrolet Ônix, fazendo o proprietário de refém. Na fuga, já retornando para Itabuna, em Ponto de Astério, um dos criminosos colidiu o Ônix em um caminhão. A vítima sequestrada, um representante comercial ficou gravemente ferido no acidente e foi levado a um hospital em Vitória da Conquista.

Os criminosos que estavam no automóvel Spin, então, resgataram o comparsa do Ônix, e nesse momento foram surpreendidos pelos policiais. Houve troca de tiros e perseguição, até que os assaltantes abandonaram o veículo e empreenderam fuga, à pé, pela mata. Já no final da manhã desta sexta-feira (10), chegaram denúncias de que os bandidos estariam escondidos em uma casa localizada na região conhecida como Cajueiro, distrito de Ibicaraí.

Os policiais foram até o local e conseguiram prender Juninho. No momento em que ele era apresentado na delegacia, nova denúncia chegou, e a guarnição seguiu novamente em diligência. Dessa vez, Italo resistiu, trocou tiros com os policiais e foi atingido, vindo à óbito. Italo estava de posse de um revólver calibre 38. As diligências continuam para capturar o terceiro criminoso.
Compartilhe no Google Plus

Sobre TRIBUNA DE IBICARAÍ

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Tribuna de Ibicaraí. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!